Eu não sei existir socialmente.

Eu não sei comer socialmente. Quero logo o prato todo de coxinhas. Levei anos pra aprender a pegar um brigadeiro só e depois dizer, dentes cerrados e sorriso congelado no rosto “não, obrigada, estou satisfeita”. Anos e fome e vontade.

Não sei amar socialmente, pela metadinha, controladinho. E na verdade, nem quero aprender. Não quero aprender a amar socialmente, a ter só um pedaço, a achar que tá bom assim. A guardar os sentimentos numa casinha bem fechada pra proteger de qualquer eventualidade que exista.

Venham comigo que ali fora faz frio, venta, às vezes chove, mas é muito mais legal.

Anúncios

2 comentários sobre “Eu não sei existir socialmente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s