Cansa, sim.

Uma vez fiz um post contando que eu estava cansada de ser feminista. Cansada de guerra, de briga, de apanhar virtualmente, de ser xingada, menosprezada, acusada de ser mal-amada, mal-comida e o que quer que isso signifique.

Cansa mesmo.

Mas aí eu leio notícias como essa e meu coração fica quentinho demais.

Campanhas feministas na internet aumentam número de denúncias no 180

(aqui tem os dados todos, em números)

É lindo ver como os esforços que a gente faz rendem alguma coisa. É bonito quando abre uma janelinha ali no meu facebook e alguma mulher vem conversar comigo: me contar sobre algo que está vivendo, pedir um conselho, relatar uma vitória. Eu já chorei lendo e ouvindo relatos, já fiquei brava demais, já tive ganas de voar no pescoço de alguns caras, já dei risadas. Mas eu só ouço, abraço, ofereço um colo e um ouvido pra essas mulheres.

E uso a voz que tenho pra falar. Repito, explico, sou paciente, tento ser educada (consigo na maior parte do tempo, embora escorregue de vez em quando e mande palavrões eventuais). Mas sinto que é pra isso que tô aqui: respirar, sorrir e explicar quantas vezes forem necessárias que não, não é exagero nem mimimi; que não existe mulher pra pegar/mulher pra casar; que o short da menina é do tamanho que ela quiser; que legalizar o aborto é essencial pra garantir a saúde da mulher e que legalizar é diferente de obrigar a fazer ou achar que aborto é super legal; que mulher pode ser presidente de empresa ou mãe em tempo integral, se ela puder escolher; que ninguém tem nada a ver com o que uma mulher faz ou deixa de fazer quando transa com alguém, que compartilhar nude sem permissão no whatsapp é errado, e assim por diante.

Eu me repito muitas vezes, eu falo a mesma coisa muitas vezes. É um trabalho pequenininho, construído aos pouquinhos, e que já me causou dor de cabeça, transtornos e me deixou à beira da exaustão. Mas nunca mais eu quero calar minha boquinha, principalmente depois que percebi que quando eu não me calo, outras mulheres não se calam comigo.

Agradeço a todas as mulheres que estão e estiveram comigo nessa jornada comprida. Juntas somos mais fortes. 🙂

Anúncios

Um comentário sobre “Cansa, sim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s